Testosterona aumenta o pênis – Entenda de um vez

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Muitos fatores irão determinar o tamanho do pênis. Há séculos que esse assunto gera tabu entre vários homens, e com as pessoas que eles se relacionam. Mesmo o tamanho do órgão não sendo um fator determinante para o prazer, alguns preocupam-se em surpreender na hora H.

Algumas pessoas acreditam que a testosterona aumenta o pênis. O objetivo desse texto, é desvendar a eficácia do tratamento hormonal.

Um fator muito importante, é saber qual a medida aproximada de um pênis considerado normal. A média dos brasileiros varia entre 12 a 15 cm, e um micropênis menor do que 7cm ereto. Já a vagina, possui em média 12 cm de profundidade.

Sabe-se que atualmente existem diversas maneiras que prometem aumentar o pênis. Essas técnicas e tratamentos são antigos. Inclusive, existem relatos que uma tribo indígena usava veneno de cobra. É claro que esse método não era eficaz, e muito menos saudável.

Vale ressaltar que, qualquer tratamento seja ele hormonal, cirúrgico, ou caseiro, deverá ser feito com acompanhamento médico. Desta maneira, danos irreversíveis poderão ser evitados.

Função da Testosterona no corpo

A testosterona é um hormônio produzido por homens e mulheres, em quantidades diferentes. Sua principal função no corpo masculino é, crescimento de pêlos, mudança da voz, ações nos testículos e próstata. Devido a isso, muitas pessoas afirmam que a testosterona aumenta o pênis.

Está relacionada ao desejo, e potência sexual dos homens. Além disso, ela irá estimular a produção de espermatozoides. Após os 50 anos, os níveis da testosterona vão diminuir, fenômeno conhecido como andropausa. O homem não será infértil, porém sua capacidade de reprodução será reduzida.

Produzida nos testículos quando seus níveis estão abaixo da normalidade podem apresentar alguns sintomas. Diminuição da libido, pouco desempenho sexual, redução de massa muscular, aumento de gordura corporal, e perda de pelos em geral. Além desses problemas citados, pode causar infertilidade masculina.

Sua redução está ligada ao uso excessivo de bebidas alcoólicas, cigarro, diabetes, e excesso de peso. Para aumentá-la é utilizado suplementos, os quais são encontrados em comprimidos, gel, adesivos e injetáveis. Além de praticar atividade física regularmente, aumentar o consumo de alimentos ricos em vitamina A, D e Zinco.

Atuação no desenvolvimento do pênis

Muitos desconhecem que o tamanho do pênis sofre influência genética. Porém, não somente essa herança irá determinar as características do membro.

A testosterona atua na formação e crescimento do pênis, já dentro da barriga da mãe, logo que começa a formação dos testículos. Os testículos, fazem parte do sistema reprodutivo masculino, e estão localizados atrás do pênis, no saco escrotal.

Quando o homem completar 13 anos, dará início a fase da puberdade, onde várias mudanças irão ocorrer. Nesse estágio, alguns hormônios vão estimular o testículo para seu desenvolvimento. Esses hormônios são LH (Hormônio Luteinizante), e FSH (Hormônio Folículo Estimulante).

A célula de Leyding, será estimulada pelos hormônios citados acima, com isso liberará testosterona. Reforçando a atuação do FSH na formação de espermatozóides, dando início ao desenvolvimento das genitálias.

Como podemos observar, muitos fatores nos afirmam que a testosterona aumenta o pênis. Vamos dar continuidade para saber se podemos confirmar esse fato.

Efeitos da testosterona na fase adulta

Vale ressaltar que, esse hormônio possui importância para ambos os sexos, sendo mais evidente nos homens.

Já na fase adulta, ela é necessária para a produção do esperma, e aumentar o apetite sexual. Não há estudos que comprovem, porém, alguns cientistas afirmam que a falta de libido, indica uma baixa desse hormônio.

Existem estudos comprovando, que sua manutenção em idosos reduz a chance de desenvolver câncer de próstata. Além do aumento de massa muscular, reduzindo diversos problemas de saúde nessa faixa etária. Sem contar a manutenção da saúde cardiovascular.

Acredita-se que, pessoas com excesso desse hormônio, são mais autoconfiantes, rigorosos, inquietos e sérios. Dizem também, que são pessoas mais propensas ao alcoolismo, e tabagismo. Porém, não existe uma confirmação ao certo, somente suposições.

Após aprofundar nossos conhecimentos, vamos entender de fato, se a testosterona aumenta o pênis.

É verdade que a Testosterona aumenta o pênis

Muitos homens buscam diversas alternativas para resolver seu problema com pênis pequeno. Segundo médicos especialistas, quando o homem atinge sua fase adulta, o seu órgão já estará consolidado.

Qualquer substância nessa fase, com o objetivo de aumentar o tamanho do seu órgão, não haverá nem um efeito. Pois o seu desenvolvimento, que teve início na puberdade e alcançado na fase adulta, já está definido.

Em alguns pacientes que possuem um micropênis, se for devido a problemas endócrinos. Principalmente se ainda estão na fase de puberdade, vão poder observar que a testosterona aumenta o pênis. Porém, são situações mais específicas que será usado o hormônio para esse fim.

É muito comum nos consultórios médicos, o paciente se queixar do tamanho de seu órgão. Com isso, alguns especialistas indicam a testosterona de forma errada, pois como já foi dito, ela não irá promover o aumento.  Quando usada desnecessariamente, poderá agravar até mesmo problemas psicológicos dos pacientes.

Em crianças, após avaliação médica, foi constatado que o pênis está abaixo da normalidade. Poderá ser aplicado baixas doses de testosterona e HCG, principalmente se houver alterações nos testículos.  O HCG irá estimulá-lo, fazendo com que a produção de testosterona aumente.

As doses aplicadas nesses casos são baixas, e por curto período de tempo, pois podem atrapalhar o crescimento delas.  

Conclusão

Como podemos observar, há tempos que o homem tenta encontrar uma solução para aumentar o pênis. Algumas técnicas existentes no mercado, vão poder auxiliar em atingir seus objetivos, outras não.

Podemos concluir que, a testosterona possui diversas funções importantes no corpo masculino. Desde o desenvolvimento do pênis, até alterações de personalidades. Seus números, sejam eles altos ou baixos, podem acarretar sérios problemas de saúde.

Portanto, para uso com objetivo de aumentar o pênis, ela não é indicada por especialistas da área. A não ser em casos específicos de micropênis, onde os efeitos poderão ser benéficos somente durante a fase da puberdade.

Muitas vezes, o paciente poderá apresentar problemas psicológicos. Por achar que a indicação médica, é devido ao fato dele realmente ter o pênis pequeno.

Vale ressaltar, que outras técnicas podem ser eficazes no tratamento, cabe ao médico especialista analisar seu caso. Juntamente com ele, após uma avaliação minuciosa, você poderá saber qual método utilizar.

Dr. Carlos Nóbrega

Dr. Carlos Nóbrega

Veja Também

Deixe um comentário