Método caseiros para aumentar o pênis – 5 formas de ganhar uns centímetros a mais

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Se você veio até aqui, não foi à toa. Seu objetivo é encontrar métodos caseiros para aumentar o tamanho do seu pênis. 

É possível afirmar que eles existem! Não, você e eu não somos inocentes o suficiente para ignorar haver uma parcela de pessoas que consideram que a sexualidade masculina está ligada diretamente ao tamanho do… seu documento. É compreensível a busca por atender a esse determinado padrão.

Hoje em dia, por causa principalmente da influência da cultura pornô, muitos homens acreditam que um pênis grande, grosso e forte é o mais adequado para o melhor desempenho sexual. Criou-se também uma crença de que é preciso “machucar” a parceria com o seu “pé de mesa” para ela sentir prazer.

O que poucos homens sabem que o tamanho médio (entre 10 e 15 cm) é o ideal para a esmagadora maioria das mulheres (85% delas) e que seu medo de não ter o pênis ideal, na verdade, é infundado. 

Mas, é compreensível que você se sinta mais à vontade consigo mesmo e procurar soluções, principalmente naturais que podem realmente ajudar, sempre vale a pena.

O que será analisado

A gente sabe que não tem milagre ou poção mágica, mas existem maneiras de obter um certo crescimento e até mesmo circunferência. Então, vamos trazer aqui a lista com os cinco melhores métodos caseiros para te levar até o resultado. 

É possível que algumas outras maneiras prometam resultado mais rápido, mas com certeza, as técnicas que apresentaremos aqui estão à distância de sua vontade de começar a fazer.

Vamos descrever quais são essas formas, como é funcionam, se (e quanto) são efetivas e se há algum risco envolvido em executá-las. Já que você pode fazer isso em casa, é preciso ter cuidado sempre. Deixamos bem claro que este texto não substitui a opinião de um especialista no assunto. Vamos a eles.

5 métodos caseiros para aumentar o tamanho do pênis

Os exercícios de aumento peniano são processos com diferentes abordagens. Muitos usam dispositivos específicos para isso, mas para alguns você só precisa usar as mãos e, talvez, um óleo de massagem. Será realmente funciona? Bem, sim, há diversos relatos confirmando que funcionam.

A maioria dos sexólogos diz que o que é mais importante para a mulher é a largura do pênis e os métodos caseiros de alongamento te ajudam a conseguir os dois. Aqui estão alguns exercícios que vão te ajudar a aumentar seu pênis. 

As técnicas apresentadas abaixo que envolvem alongamento, se tratam de exercícios e devem ser feitos uma vez por dia, entre 3 a 5 vezes por semana. Dê tempo para o seu amigão relaxar e se recuperar para evitar lesões.

1.   Exercício de alongamento (ou tração)

O exercício de alongamento (tração) é um dos métodos mais populares de aumentar o comprimento do pênis. É um exercício que dura em média cinco minutos e promete bom resultado a longo prazo. Lembrando que como uma atividade física de alongamento é interessante que se tome todos os cuidados antes.

A técnica consiste em segurar seu pênis pela cabeça (não o faça com muita força nem muito solto, aplique uma pressão mediana). 

Na sequência, você deve esticar o membro para baixo, em direção ao seu joelho. Aí, você vai sentir um alongamento na base, mas faça de forma a não sentir desconforto ou dor importante. Segure-o nessa posição durante 20 a 30 segundos.

Puxe de volta o seu pênis na posição original (para frente) e logo em seguida, puxe ele para cima na direção do seu umbigo. 

Faça o mesmo procedimento de mantê-lo nessa posição alongada por 20 a 30 segundos. Depois, repita puxando para a direita e para a esquerda. No final, leve seu órgão para a posição original e relaxe.

O processo para ganhar alguns centímetros pode levar de 3 a 5 meses. É preciso tomar cuidado para não estressar demais os tecidos do pênis, forçando-o mais que o necessário, pois machucados graves nessa área podem levar a lesões irrecuperáveis.

2.   Alongamento rotativo (tração com rotação)

Como o nome sugere, o alongamento rotativo ou tração com rotação é muito idêntico ao exercício anterior, contudo com um detalhe muito importante. Primeiro, é importante dizer que esse método demanda mais tempo (cerca de cinco minutos). Em segundo lugar, é preciso muito mais cuidado para não exagerar nos movimentos.

Você vai segurar o pênis bem na divisão entre o corpo e a glande (cabeça) e executar o movimento de puxá-lo para frente com firmeza (semelhante ao exercício anterior). Nesse momento, o que acontece é um estiramento no que pode ser considerado um “eixo” do membro, mas confirme que não sente dor.

Agora faça movimentos circulares com o seu pênis, mantendo tanto o alongamento quanto a pressão da pegada. Você deve usar a mão direita e girar da esquerda para a direita (sentido anti-horário); e usar sua mão esquerda para girar de forma inversa (sentido horário). Cada rotação deve durar cerca de 30 segundos (tente cronometrar). 

Faça três rotações para cada direção.

O processo para ganhar alguns centímetros pode levar de 2 a 5 meses. Todas as técnicas de alongamento demandam o mínimo de cuidado, pois os tecidos do seu membro são muito irrigados e cheios de terminações nervosas. 

Se sentir qualquer dor ou notar algum hematoma, deve para o procedimento imediatamente e procurar um especialista.

3.   Alongamento oposto (tração reversa)

O alongamento oposto ou tração reversa é mais um dos métodos de fazer o pênis ganhar tamanho em grossura e comprimento com tensão e estiramento. Você vai precisar de ambas as mãos aqui. Assim como o anterior, esse procedimento leva cerca de cinco minutos e, de modo parecido, realize-o com cuidado e calma para não se ferir.

O primeiro movimento você já conhece: segurar o seu pênis logo abaixo da glande (cabeça) com uma pegada que não seja forte ou frouxa demais. Na sequência, você vai utilizar a sua outra mão para segurar a base do seu membro com uma pegada em formato de “O” (encostando a ponta do polegar com a ponta do indicador).

Agora que a preparação foi feita, chegou a hora da ação! Você vai usar as mãos para aplicar uma tração reversa: puxe ambas as mãos uma em direção oposta à outra. Em outras palavras, a mão perto da cabeça deve ir para cima e a mão perto da base de ir para baixo. Mas, lembre-se: não faça esses movimentos para sentir dor. 

Mantenha o alongamento por cerca de 30 segundos e depois relaxe. Repita algumas vezes (5 ou 6) e deixe seu pênis relaxar.

O processo para notar o ganho de centímetros pode levar de 3 a 4 meses. O estiramento, se feito com dor envolvida e de forma imprudente, pode causar rasgos nos corpos cavernosos e esponjosos do pênis, provocando desde falta de sensibilidade a até mesmo problemas graves como disfunção erétil (DE). 

Ao sentir desconforto, perceber inchaço ou hematoma, interrompa os exercícios e procure seu urologista.

4.   Jelqing — massagem peniana com tração

Esse método é uma mistura dos exercícios de alongamento vistos acima, com massagem. É um dos mais famosos por ser polêmico quanto aos resultados que pode garantir e também quanto aos riscos envolvidos. 

A ideia de todos os exercícios de tração é a mesma dos treinos de musculação: criar pequenos traumas nas fibras dos tecidos musculares para que a regeneração, o local não apenas alongue como também engrosse.

Como no método acima, você precisa fazer uma forca em “O” com os dedos polegar e indicador de uma de suas mãos. Depois, lubrifique o pênis com algum óleo natural e estimule uma meia ereção. 

Tome cuidado para não ter uma ereção total. Se isso acontecer, relaxe e recomece. Com os dedos em formato de “O”, você vai levar até a base, realizar uma pequena pressão (não muito forte) e deslizar até a glande (cabeça); parecido com uma ordenha.

O movimento deve durar cerca de 3 a 5 segundos da base até a ponta e você deve repetir esse exercício uma vez por dia por cerca de 20 minutos. Há a possibilidade de ganho de tamanho de 3 a 5 cm relatados em cerca de 5 meses de procedimento. 

Mas, não é difícil você encontrar afirmações de pessoas garantindo crescimentos muito maiores (de até 10 cm).

É preciso afirmar sempre que faltam ensaios clínicos para atestar a eficácia do jelqing. Mesmo que a teoria sobre o crescimento muscular pareça fazer sentido, o pênis não é só músculo. 

Não é como se ele fosse equivalente ao bíceps ou tríceps. Seu membro tem tecidos esponjosos (o corpo cavernoso e o corpo esponjoso), muitas terminações nervosas e é muito vascularizado.

Há, sim, chances de lesão que, em casos raros, podem levar a danos permanentes, incluindo DE. Por isso, se optar por adicionar o jelqing à sua rotina de exercícios, tome cuidado. Nunca continue caso sinta dor e se perceber inchaço, irritação, hematomas ou qualquer incômodo e consulte um especialista imediatamente.

5.   Kegel

Dentre todos os métodos caseiros para aumento de pênis, o Kegel é o que menos traz riscos. Além disso, pode ajudar em muitas outras áreas da sua vida sexual. Em contrapartida, ele pode ser o que menos centímetros pode conceder, mas é de longe o mais recomendável.

É indicado, principalmente, para ter uma ereção mais forte e duradoura que qualquer outro listado.

A primeira coisa a fazer é encontrar o músculo pubiococcígeo. Para identifica-lo é fácil: quando for urinar, interrompa o fluxo. Pronto! Essa tensão no assoalho pélvico que você sente ao parar a micção é o tal músculo agindo. Exercitá-lo também é conhecido como pompoarismo masculino.

Na sequência, segure esse músculo em contração por cerca de cinco segundos e depois solte-o. Faça uma pausa e repita o método quantas vezes conseguir. Você deve fazer isso por cerca de 30 minutos todos os dias para ver uma melhora em sua ereção. 

Esse método melhora o fluxo sanguíneo para o pênis e é isso que não só garante um membro forte como pedra, mas o ganho de alguns centímetros a mais.

Em um mês de Kegel já é possível perceber a diferença. Diferente do corpo do pênis, os músculos que o método trabalha respondem rapidamente ao estímulo e se fortalece. 

Bombear mais sangue para o pênis o faz expandir, unido ao aumento do músculo pubiococcígeo, você ganha uma projeção a mais e certo aumento no tamanho que pode variar entre 1 e 2 cm.

Diferente de outras técnicas, o pompoarismo masculino não tem contraindicações muito sérias. Mas, como se trata de um exercício, não exagerar e interromper ao sentir dor e desconforto são as indicações.

Conclusão

Como mencionamos no começo desse texto, muitos homens pensam ter um pênis pequeno e, na verdade, apenas tem uma falsa equivalência sobre o que é realmente o tamanho natural. Estar acima do peso contribui para essa expectativa sobre o tamanho do próprio pênis. 

Uma maneira fácil de fazer seu membro aumentar é perder peso, pois gordura na região pubiana, ao se projetar sobre ele, o faz parecer um pouco menor.

Unida a uma alimentação mais saudável e exercícios físicos, ter na manga algumas técnicas que vão te fazer ganhar alguns centímetros a mais podem melhorar a segurança sobre o próprio corpo e, como consequência, o desempenho sexual. 

Então, ter acesso a métodos caseiros que podem dar resultados é uma ótima escolha em detrimento de outras maneiras mais invasivas (como uma cirurgia, por exemplo).

Todas as formas que envolvem alongamento (ou tração) prometem resultados poderosos em poucos meses, mas é preciso tomar imenso cuidado com todas elas. Mesmo que os efeitos adversos sejam raros, eles precisam ser considerados. 

Não vale a pena receber um problema como disfunção erétil ao tentar ganhar 2 cm de tamanho. O Kegel, apesar de prometer resultados modestos, é o método mais acessível e menos arriscado.

Mesmo assim, é importante considerar a orientação e o acompanhamento de um profissional. É possível que seu caso demande o uso de dispositivos, medicamentos, cirurgia ou até mesmo, que não haja a necessidade de nenhum deles. 

De repente, a mudança de hábito (por uma vida mais saudável) pode fazer com que você tenha o aumento peniano que tanto procura.

Dr. Carlos Nóbrega

Dr. Carlos Nóbrega

Veja Também

Deixe um comentário